Tempo de leitura: 2 minutos

Imagine que você está com um novo projeto em mãos, sua equipe está toda animada para propor ideias, todos estão orgulhosos de fazer parte de algo tão incrível, e na primeira reunião fica nítido que você, como líder, está completamente desmotivado.

Nenhum líder, por melhor que seja, está livre de se sentir assim e, acredite se quiser, isso acontece com mais frequência do que você pensa. Às vezes os fatores que influenciam essa falta de motivação para liderar são problemas pessoais, de família, que podem acabar afetando a performance do líder e, em consequência, da equipe também.

Como lidar com a desmotivação e não deixar que esse sentimento contamine seu time? Listamos a seguir algumas práticas bem simples, mas bastante transformadoras.

1) Antes de qualquer coisa: lembre-se de que você também é humano.

Um líder tem os mesmos problemas que qualquer funcionário na empresa. O pior de estar numa posição de liderança é fingir que não há nada de errado acontecendo, por medo de demonstrar fragilidade na frente de seus colaboradores.

É preciso ter um mindset de que você, como líder, também faz parte da equipe e deve contar com o apoio de todos. Converse com seus funcionários, explique o que está acontecendo, peça compreensão da parte deles e se abra. Mostrar seu lado humano só vai reforçar mais os laços entre seu time e pode ajudar você a resgatar a motivação perdida.

2) Em meio à tempestade, busque a abundância.

Não importa por qual problema você esteja passando, sendo ele pessoal ou até mesmo com relação à empresa, é comum que os obstáculos tirem seu foco e façam com que você tenha um olhar negativo com relação a tudo. Nesses momentos, é importante se lembrar do conceito de abundância descrito por Peter Diamandis: mesmo em meio à escassez de recursos (ou em situação de desmotivação), é preciso entender que ainda existe alto potencial de transformação em seu trabalho. Inicie projetos, incentive novos movimentos e, como líder, patrocine a oxigenação de ideias; muitas vezes, alguém de seu time pode ter uma sacada inacreditável, capaz de reavivar o mais deprimido dos ânimos.

3) Você não tem todas as respostas.

É normal se sentir frustrado várias vezes. Afinal, você é o(a) líder, deveria ter todas as respostas, correto? Errado. Muita gente ainda se equivoca em pensar que os gerentes precisam saber de tudo, quando, na verdade, os bons líderes devem estar em constante aprendizado.

Não tenha medo de aceitar que, às vezes, você não vai saber a resposta, em contrapartida, tente manter-se atualizado. Faça cursos, treinamentos, informe-se. Essa troca de ideias pode ser ótima saída para refrescar seus pensamentos.

4) Compartilhe momentos de descontração com sua equipe.

Boa parte das empresas ainda tem uma cultura organizacional pautada apenas em resultados e números. Essa pressão toda, além de inibir a criatividade e real produtividade, está saindo de moda.

Por isso, proponha para sua empresa alguns momentos de lazer e descontração entre as equipes. Empresas como Google e Netflix já adotaram esse tipo de cultura e garantem que ela só traz benefícios. Além de refletir em melhora de performance de seu time, cinco minutos de descontração podem ser exatamente o que você precisa para se conectar melhor com quem você trabalha e ajudar em seu processo de motivação.

Receba novidades por e-mail.