Tempo de leitura: 2 minutos

As pessoas que nasceram entre 1980 e 1995 tiveram que enfrentar as mudanças do novo milênio, e passaram a maior parte da vida sofrendo as influências que essa nova Era digital causou na sociedade.

Eles viram as transformações acontecendo e aprenderam a se adaptar a elas. Diante de tanta inovação, mudanças e avanços tecnológicos, criou-se uma nova geração de profissionais: os Millennials.

Sem dúvida é uma geração de visionários! Eles estão sempre com os braços abertos para acolher a inovação, não têm medo de arriscar – ou melhor, de falhar – e se for preciso recomeçam do zero. Eles adoram um bom desafio, são seres inquietos, e por mais que andem sempre ocupados com suas ideias mirabolantes, visam muito a qualidade de vida.

São profissionais altamente adaptáveis, estão sempre dispostos a realizar o que os outros acham impossível, e além disso, são pessoas socialmente conscientes, interessados ​​em ganhar a vida e fazer a diferença no mundo. Devido a todo esse Mindset, esperam trabalhar em empresas que sejam flexíveis, eficientes e socialmente responsáveis.

De várias maneiras específicas, os Millennials trazem uma nova perspectiva para a própria ideia de liderança – não apenas no local de trabalho, mas também na sociedade em geral, e talvez eles sejam um dos principais responsáveis pela mudança na cultura organizacional de muitas empresas hoje em dia.

Mas será que as organizações estão preparadas para receber os Millennials? Será que eles serão líderes de sucesso pautados pela transformação? Essas são as perguntas que sempre entram em discussões calorosas quando se fala dessa geração.

Entretanto, através de números absolutos, é possível afirmar que eles já dominam o local de trabalho e as tendências culturais de um jeito que a Geração X não consegue mais. Estudos recentes relatam que empresas com crescimento agressivo têm maiores proporções de mulheres e millennials em posições de liderança. Essa tendência sinaliza a compatibilidade dessa geração com as necessidades corporativas.

Há algumas características que marcam a personalidade dessa geração e representam o diferencial deste tipo de profissional:

  • Diversidade: millennials são mais abertos à diversidade que qualquer outra geração, e sabem da importância de lidar com diferentes tipos de opiniões numa empresa;
  • Inovação: eles são a geração que mais abraça a tecnologia, e tenta solucionar problemas através da inovação;
  • Empreendedorismo: eles não hesitam em procurar oportunidades de progresso, e também não têm medo de assumir riscos calculados. Por isso, muitos desejam ter suas próprias empresas e construir seus próprios negócios.
  • Adaptável: acostumados com as mudanças rápidas geradas pela tecnologia, os millennials são profissionais flexíveis e adaptáveis às mudanças;
  • Colaborativo: a colaboração é o paradigma econômico emergente, e essa geração reconhece a importância de compartilhar recursos, tempo e ideias;

Apesar dos millennials ainda gerarem muita polêmica, devido ao seu perfil transformador, é possível afirmar que daqui uns anos a maiorias dos líderes serão desta geração, e trarão com consigo uma forte mudança de Mindset, mercado e principalmente cultura organizacional.

Por isso, há muito o que aprender com eles!

 

[shareaholic app="share_buttons" id="25714566"]
Receba novidades por e-mail.